PROANTAR

Participantes da OPERANTAR XXXIX são testados para COVID-19 antes do embarque

Equipe de saúde, que participará da OPERANTAR XXXIX, realiza a primeira etapa do protocolo de segurança estabelecido para a missão.

No dia 10 de outubro uma equipe de saúde, composta por médicos e enfermeiros que irão participar da próxima Operação Antártica (OPERANTAR XXXIX), realizou a primeira etapa do protocolo de segurança estabelecido para a missão. Este protocolo, instituído especificamente para as atividades do Programa Antártico Brasileiro (PROANTAR) na temporada 2020/2021, estabelece os cuidados e os procedimentos necessários para evitar a introdução da COVID-19 na Antártica – único continente não afetado pela pandemia do novo coronavírus.

Foi feita uma apresentação sobre este protocolo para a tripulação que seguirá rumo à região austral a bordo do Navio Polar Almirante Maximiano, durante a qual foi ressaltada a importância do exame de triagem laboratorial, bem como apresentada a necessidade de manter medidas sanitárias de combate à transmissão da COVID-19, tais como permanecer em isolamento domiciliar até a data do embarque, utilizar máscaras e garantir o distanciamento social durante todas as etapas da viagem, observar a etiqueta respiratória e realizar a higienização das mãos com frequência.

Na triagem laboratorial foram colhidos Swab (RT-PCR) de todos os participantes. As 112 amostras foram imediatamente levadas para a Fundação Osvaldo Cruz (Fiocruz) que, em parceria com a Marinha do Brasil, está apoiando a realização de testes para SARS-CoV-2 durante as distintas etapas da OPERANTAR XXXIX.

No próximo dia 14 de outubro será realizada, de forma idêntica, a coleta de amostras para avaliação da tripulação do Navio de Apoio Oceanográfico Ary Rongel.

Outras diretrizes previstas no protocolo de segurança, tais como realização de quarentena a bordo antes do deslocamento dos navios, descontaminação de cargas e outras medidas preventivas, serão realizadas ao longo de toda a OPERANTAR XXXIX.